Ver as coisas com o Mente ou o Coração?

As vezes em nosso tempo moderno temos a tendência de racionalizar os acontecimentos, o artigo de hoje trata justamente disso, devemos ver as coisas com nossa mente ou nosso coração.

Assista este artigo em vídeo no nosso Canal do Youtube.

Tenho um cachorro doberman de dois meses que estou adestrando e isso envolve dar recompensas quando ele age da forma esperada e repreender quando ele não obedece.

Hoje um familiar meu estava dando ossinhos de frango para ele sempre que ele sentava e esperava pelo comando de autorização para pegar o osso, e neste momento esta pessoa me chamou para ver o exercício, mas no momento em que a pessoa olhou para mim sorrindo, o cachorro abocanhou o osso sem a autorização. No mesmo momento eu briguei com essa pessoa dizendo que assim estava fazendo o cachorro desaprender, pois ele pegou o osso sem autorização.

Mais tarde examinando o acontecimento, percebi que se aquele momento fosse uma foto, seria uma memória linda daquela pessoa sorrindo ao mesmo tempo que o cachorro roubava o osso da sua mão, neste momento percebi que era injusto eu brigar com essa pessoa por uma coisa que não é padrão no comportamento dela, pois ela é uma pessoa alegre, carinhosa e tem o hábito de se maravilhar com histórias fantásticas e ter atenção múltipla, ou seja, não é muito focada.

E por isso resolvi expor este acontecimento aqui, já que não somos iguais, como podemos querer e esperar que os outros deem a mesma importância que nós para os mesmos fatos? Isso é algo que não irá acontecer e mesmo que acontecesse, o mundo seria um lugar bem mais pobre de espírito se todos pensassem e agissem da mesma forma.

Então a pergunta se devemos pensar com a mente ou o coração, na minha visão é que devemos usar a mente para fazer as coisas da forma como achamos correto sem nunca deixarmos de usar o coração como uma consciência mais profunda e empática, que valida nossas ações como ações humanas.

O que você acha deste assunto, deixe sua opinião nos comentários…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *