Sobre o Poder, a Vontade e o Amor no Serviço

A riqueza não se mede pelos bens que se possui, mas pelo bem que se faz.

Quem serve mais é porque PODE servir mais. Isso é PODER

Para servir mais, há que QUERER. VONTADE E PODER contudo carecem de direção.

Para que a escolha de porque, onde e a quem servir seja justa, é necessário haver DISCERNIMENTO.

E o VERDADEIRO DISCERNIMENTO não pode ser egoísta para que não reduza a área de atuação a um indivíduo apenas.

E aí entra o AMOR como elemento que despersonaliza as escolhas. Oferecendo o cenário completo, sem predilectos pessoais, ou pelo menos as minimizando.

Eis a chave mágica!

O PODER de saber, a VONTATE de fazer e o AMOR para saber a quem fazer.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *